Escolas Participantes

.

sábado, 3 de julho de 2010

África do Sul_O apartheid

O que é apartheid?
Isto aconteceu na África do Sul?
Muitas foram as perguntas feitas por nossos alunos da modalidade EJA?
Formamos um grupo de interesse e fomos buscar estas respostas.
Começamos a pesquisa pela Wikipédia e descobrimos respostas também na GloboNews, em uma apresentado especial feita pela repórter Heloísa Gomyde.

Apartheid:
O apartheid (Pronúncia em africâner: [ɐˈpɐrtɦəit], separação) foi um regime de segregação racial adotado de 1948 a 1994 pelos sucessivos governos do Partido Nacional na África do Sul, no qual os direitos da grande maioria dos habitantes foram cerceados pelo governo formado pela minoria branca.

O que significa segregação racial?
Segregação racial é quando em determinada sociedade, impede a várias pessoas o usufruto dos direitos que estão definidos para os membros dessa sociedade, com base na origem étnica (ou “raça”) dessas pessoas.

Como e quando aconteceu o apartheid na África?

A segregação racial na África do Sul teve início ainda no período colonial, mas o apartheid foi introduzido como política oficial após as eleições gerais de 1948. A nova legislação dividia os habitantes em grupos raciais ("negros", "brancos", "de cor", e "indianos"), segregando as áreas residenciais, muitas vezes através de remoções forçadas. A partir de 1958, os negros foram privados de sua cidadania, tornando-se legalmente cidadãos de uma das dez pátrias tribais autônomas chamadas de bantusões, quatro das quais se tornariam estados independentes de fato. À essa altura, o governo já havia segregado a saúde, a educação e outros serviços públicos, fornecendo aos negros serviços inferiores aos dos brancos.

Houve movimento de resistência por parte da população?

O apartheid trouxe violência e um significativo movimento de resistência interna, bem como um longo embargo comercial contra a África do Sul. Uma série de revoltas populares e protestos causaram o banimento da oposição e a detenção de líderes anti-apartheid. Conforme a desordem se espalhava e se tornava mais violenta, as organizações estatais respondiam com o aumento da repressão e da violência.
Reformas no regime durante a década de 1980 não conseguiram conter a crescente oposição, e em 1990 o presidente Frederik Willem de Klerk iniciou negociações para acabar com o apartheid, o que culminou com a realização de eleições multirraciais e democráticas em 1994, que foram vencidas pelo Congresso Nacional Africano, sob a liderança de Nelson Mandela. Entretanto, os vestígios do apartheid ainda fazem parte da política e da sociedade sul-africana.

E hoje, as oportunidades são iguais para todos?

GloboNews, em uma apresentação feita pela repórter Heloísa Gomyde.
na série especial “Expedição Africa do Sul” promoveu um bate-papo com professores e estudantes da Universidade de Joanesburgo.


Saiba mais sofre a África do Sul de hoje, pelo blog da GloboNEWS

Teste seu conhecimento sobre este assunto clicando aqui

2 comentários:

Josete disse...

Oi pessoal!
A escola Fernando Nobre iniciou um blog esses dias...
O professor Amarildo (professor de Geografia e oficinas de Informática, é quem está trabalhando com os alunos e professores. Acredito que podemos fazer uma parceria nesse trabalho bacana e colaborativo. Os nossos blogs são: http://oficinanobre.blogspot.com e http://teofilopreservamata.blogspot.com
Apareçam... Bjs,
Josete

Josete Zimmer disse...

Muito bom, pessoal!
Vou colocar como blog amigo.
Bom trabalho!
Josete